7 Lições de Marketing da Red Bull

Red Bull bebidas energéticasSaiba quais são as 7 lições de marketing e publicidade que poderá aprender com a Red Bull. Aprenda mais sobre a história de sucesso da marca de bebidas energéticas.

A Red Bull foi criada pelo austríaco Dietrich Mateschitz, que teve a ajuda dos dois sócios tailandeses Chaleo e Chalerm Yoovidhya. A marca foi introduzida no mercado em 1987. Mateschitz durante uma viagem em 1982 inspirou-se na bebida tailandesa Krating Daeng e adaptou o seu sabor a um gosto mais europeu. Atualmente, a Red Bull domina o mercado das bebidas energéticas com uma quota de mercado superior a 70%, fazendo de Dietrich Mateschitz o homem mais rico da Áustria, situando-se no Top 200 dos mais ricos do mundo.

Aprenda o Marketing ao estilo Red Bull

Existe histórias de que o seu fundador bebe todos os dias 5 latas de Red Bull, fazendo parte da sua estratégia de marketing a nível mundial. Uma bebida que sabe a cliché, no melhor dos casos é o mínimo que necessita para ter e manter o sucesso de vendas a nível mundial. Estudando mais sobre a Red Bull aprendemos as seguintes lições de marketing:

  1. Slogan e simbologia – Os dois touros rosa são um símbolo de energia e força. O fundo do sol que amanhece faz alusão às suas origens asiáticas. E o seu slogan “Red Bull dá-te asas” foi bem pensado.
  2. Uso não promovido – Sabemos que o Red Bull é bastante popular entre as bebidas da noite. Não é um uso promovido pela empresa. A mensagem é que proporciona energia. Se quer estar toda noite acordado então necessita de algo que o mantenha acordado.
  3. Marketing da vaca roxa – Sem dúvida, a Red Bull segue os conselhos do guru do marketing, Seth Godin, sendo a “purple cow” das bebidas energéticas. Não existem razões porque custa 2 a 3 vezes mais que outras bebidas açucaradas. O seu preço é uma fator que a torna especial.
  4. Marketing das emoções extremas – Se a Coca-Cola criou o marketing da felicidade, a Red Bull criou o marketing das emoções extremas. Quando o seu corpo produz adrenalina, produzem-se sensações agradáveis.
  5. Presença em eventos – Um dos primeiro eventos foi o Red Bull Flugtag. Era um evento muito divertido porque os participantes construíam aviões caseiros para atirar-se de uma ponte e não cair na água.
  6. Patrocínio de atletas – É fácil de saber quais são os atletas patrocinados pela marca. A maior parte deles usa bonés com o logotipo da Red Bull na parte da frente. Ter esta marca como patrocinador é uma horra para todos os desportistas, visto que além de ter um bom contrato também é prestígio fazer parte do clube de elite.
  7. Marketing de conteúdos multimédia – Ser patrocinador de muitos eventos e desportistas, dá a possibilidade de criar muitos conteúdos multimédia para promover a marca. O exemplo disso, é a Red Bull TV onde poderá saber tudo sobre os desportos em que a marca está presente.

AVISO: Nunca invista dinheiro que necessita imediatamente, porque vai tomar más decisões. Performance passada não é garantia de resultados futuros. O seu capital pode estar em risco.

O marketing da Red Bull é impressionante. Evidentemente nem todas as marcas conseguem atingir metade dos resultados da marca austríaca no que diz respeito a realizar eventos semelhantes. Isso faz da marca um negócio rentável. O génio por detrás destas ações é o seu fundador, que conseguiu implementar as suas ideias e filosofia nas mentes criativas do negócio.