Exemplo de um Esquema Ponzi – Fraude Multinível

Esquema PonziAprenda a identificar esquemas ponzi através do nosso exemplo. Fique atento a fraudes multinível e só invista em empresas de confiança!

Hoje em dia é cada vez mais comum encontrar pessoas que colocam o seu dinheiro neste tipo de fraudes, disfarçadas de empresas multinível, onde é prometido um retorno anormalmente elevado só por recrutar novos membros para o esquema de dinheiro fácil. Basicamente, um esquema ponzi começa com o seguinte modelo de negócios: a empresa consegue reunir 100 interessados num negócios. Para isso, tem que utilizar (como em qualquer negócio) o marketing direto, isto é, uma fórmula de pessoa para pessoa onde as relações pessoais têm muita importância, incorporando geralmente sistemas do marketing de atração, ou seja, publicidade que gera atração para o ganhos possíveis ou o produto – de baixa qualidade e que até os próprios recrutadores nem usam. Continue lendo para conhecer detalhadamente quais são os passos seguintes, para evitar entrar neste tipo de fraudes.

Como começa a fraude multinível?

A ideia (para enganar) passa por oferecer aos 100 primeiros um “isco”. Esse isco consiste em fazer acreditar que o seu depósito inicial vai gerar um rendimento espetacular. Estes esquemas Ponzi também usam a fórmula que é usada no marketing multinível, onde é oferecida a possibilidade de ganhar ainda mais dinheiro ao recrutar novas pessoas para o esquema. Graças a isso, você vai começar a especular que essa empresa é um sucesso, paga fortunas e tem um bom produto (… que é mentira, claro!), para conseguir ganhar comissões e o negócio ilegal começa a crescer, com várias pessoas a querer entrar na fraude!

Para conseguir criar ainda mais interesse nas pessoas, são usadas técnicas de marketing direto, como conferências online, apresentações em hotéis ou outros lugares públicos. Até chegam a ir à casa das pessoas para tentar enganar mais alguns “patinhos”.

Mas como tudo começa? É muito simples! Aqui fica o exemplo de um esquema ponzi, para que entenda melhor como tudo funciona e porque essas fraudes acabam por rebentar:

Suponhamos que só pedem 100€ para investir e que a empresa oferece um retorno pelo dinheiro investido de 20%, por exemplo. Os bancos só conseguem dar 3% e mesmo assim é preciso ser um novo cliente!

Estas 100 pessoas confiam na empresa pois “aparenta” ter bons resultados, o seu presidente tem um bom currículo e os seus amigos recomendam.

Cada uma dessas 100 pessoas investe 100€.

A primeira promessa é que vão sempre oferecer um retorno de 350% e não só isso, como também referem que por cada nova pessoa recrutada para o esquema, pagam uma comissão de 10€ sobre os 100€ investidos.

Este tipo de esquemas Ponzi, também conhecido por esquemas em pirâmide ou esquemas de dinheiro fácil, utiliza uma fórmula modificada do Marketing Multinível, para oferecer ganhos elevados que nem as empresas mais rentáveis conseguem pagar. São vários os tipos de pessoas que entram nestas fraudes com promessas de dinheiro fácil, os desempregados e as pessoas com dificuldades financeiras, são as mais fáceis de enganar.

A principal diferença é que, uma empresa séria de MMN (Marketing Multinível) oferece um produto ou serviço que você compra e utiliza. É algo que tem valor e não apenas um bem acessório para enganar novos “investidores”.

AVISO: Nunca invista dinheiro que necessita imediatamente, porque vai tomar más decisões. Performance passada não é garantia de resultados futuros. O seu capital pode estar em risco.

Nos esquemas Ponzi você está na realidade a investir na ideia, crença, confiança e não em algo “real”, pois não é algo físico – que consiga tocar e tenha benefícios para si. Aqui fica um resumo do que realmente acontece:

  1. A fraude começou com 100 x 100€ = 10.000€
  2. A empresa promete um retorno mensal de 350%, ou seja, dos 10.000€ tem que pagar todos os meses 2.917€, que dá um total de 35.000€ num ano.
  3. Para poder pagar o retorno prometido todos os meses, a empresa retira do dinheiro inicial dos “investidores”, no entanto, a partir do quarto mês a empresa já não tem mais dinheiro para pagar porque não entraram mais participantes neste esquema.
  4. Durante os primeiros quatro meses são criadas várias manobras de diversão, promoções e truques para atrasar os pagamentos e incentivar a entrada de novos membros. Os membros antigos chegam a mostrar notas ou provas de pagamento, para tentar enganar ainda mais pessoas. Vale praticamente tudo!
  5. O esquema vai sendo alimentado com a entrada de dinheiro de novos “investidores”, até que chega a um ponto em que já entrou praticamente todas as pessoas e acaba por rebentar!

Chamar esta fraude de esquema em pirâmide pode ser um erro, é uma fraude não porque tem forma de uma pirâmide, mas sim porque realmente você não compra e não vende NADA. Aqui é tudo baseado no possível ganho ou lucro com o recrutamento de novos utilizadores e nas promessas de dinheiro fácil. Apenas 0,001% das pessoas dentro desses esquemas consegue melhorar de vida e os donos dessa fraude vão ficar milionários à custa dos membros abaixo na pirâmide!

Para não ser enganado com as fraudes multinível, recomendamos que visite frequentemente o blog de Marketing Multinível em Portugal para conhecer as últimas novidades de MMN, fraudes e dicas.