Como Fazer um Empréstimo

Fazer um Empréstimo no Banco ou Entidade FinanceiraSaiba como fazer um pedido de empréstimo de dinheiro ao banco ou entidade financeira. Várias dicas que vão poupar-lhe problemas (e o seu orçamento) ao pedir um crédito.

Seja porque você necessita de dinheiro para fazer face às despesas diárias, ou para investir e fazer crescer num negócio, a forma mais comum de conseguir o dito dinheiro, é solicitando um empréstimo a um banco ou entidade financeira acreditada pelo Banco de Portugal.

Atualmente os bancos e entidades financeiras estão a dificultar cada vez mais o crédito a empresas e particulares, por isso é importante você conhecer várias dicas para conseguir aquele valor que tanto necessita.

Guia para Pedir Dinheiro Emprestado

Para fazer um empréstimo em primeiro lugar deve determinar qual será o montante que vai pedir, e analisar em primeira instância se está em condições de pagar a quantidade que vai pedir emprestado.

Em segundo lugar, deve ter em conta que a taxa de juro que assinalam os bancos ou entidades financeiras não é na realidade o único custo a pagar pelo empréstimo, dado que existem outros custos que não são mencionados em primeiro instância, tais como comissões de manutenção e taxas de adesão. Ao avaliar diferentes ofertas financeiros, deverá ter em conta as condições do contrato, assim como a reputação da instituição, atenção com o cliente, rapidez a avaliar a situação e a entregar o dinheiro.

Em terceiro lugar, uma vez com o montante conhecido, assim como o custo e o prazo, deve avaliar se está em condições de pagar o montante pedido, para isso, deve agarrar na quota mensal a pagar, e logo, incluir esse valor nas suas projeções de entradas e saídas de dinheiro (conhecido como cash flow), e assim, poderá saber com que dinheiro ficará disponível no fim do mês.

Em quarto lugar, deve averiguar quais são os requisitos solicitados pelo banco ou instituição financeira que escolheu. Normalmente são pedidos os seguintes requisitos para negócios:

  • Experiência no mercado de 6 meses a 1 ano como mínimo, para demonstrar que a empresa está legalizada.
  • Ser sujeito a crédito, isto é, não estar classificado como um cliente moroso ou deficiente no cumprimento de obrigações.
  • Ter capacidade de endividamento.
  • Histórico dos estados financeiros.
  • Estados financeiros projetados (pressupostos ou projeções, especialmente projeções de fluxos de caixa).
  • Declaração de impostos e rendas.
  • Referências comerciais.
  • Relação de 3 clientes importantes (últimas faturas).
  • Relação com os principais fornecedores.
  • Garantias comerciais.
  • Plano de negócio (no caso de investimentos, por exemplo, para a ampliação do negócio). Este requisito pode demonstrar que tem conhecimento pleno no que vai investir, e permite avaliar se tem um negócio rentável, e se está em condições de conseguir devolver o empréstimo com os lucros do negócio.
  • Apresentação formal.

Alguns destes pontos podem variar de acordo com a instituição escolhida. No entanto, se for escolhida uma instituição financeira especializada em microcrédito, os requisitos podem ser mais acessíveis, por exemplo, pedir apenas 6 meses de experiência no mercado.

Inclusive algumas instituições não pedem aval ou garantias em certos montantes, só precisam que você apresente o projeto ou plano de negócios, demonstre os lucros e movimentos de conta.

Grupo day trading de ações

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *