História do Esquema Ponzi TelexFREE

Fraude TelexFREESaiba ao pormenor como começou a TelexFREE. Esta fraude financeira conseguiu angariar mais de mil milhões de dólares e deixou muitas pessoas cheias de dívidas!

Apesar do esquema em pirâmide criado pela TelexFREE não ter atingido a mesma fasquia do esquema de Madoff, com um tamanho de 65 mil milhões de dólares, acreditamos que este esquema teve um impacto ainda maior, pois muitas das pessoas que colocaram dinheiro nesta fraude, investiram dinheiro que não podiam perder, a pensar que iria durar durante 100 anos. Em apenas 2 anos e 2 meses, o sonho TelexFREE acabou para sempre, com a fraude TelexFREE bloqueada pelo SEC e a entrar com o pedido de Recuperação Judicial em abril de 2014.

A TelexFREE era conhecida como a empresa que através de um investimento inicial de 1425 dólares era possível ganhar num ano cerca de 5200 dólares, através da publicação de anúncios online (sem retorno) e uso do VOIP – de fraca qualidade e que não funcionava em vários países. Continue lendo, para conhecer ao detalhe como esta fraude financeira começou e porque escolher o VOIP para dar o golpe do multinível.

Como começou a TelexFREE

A fraude TelexFREE que, segundo as autoridades dos EUA, é um scam global de marketing multinível de mais 1,1 mil milhões de dólares, começou com um imigrante brasileiro, que chegou aos EUA em 1988 com 19 anos e como muitos imigrantes sem estudos, começou a trabalhar em empregos precários e aceitava todo o tipo de emprego que conseguia arranjar. Primeiro começou por lavar pratos num restaurante e mais tarde, aceitou um emprego porteiro à noite, num centro médico.

Em 1993, a mãe, a irmã e o irmão de Wanzeler juntaram-se a ele em Massachusetts, tendo vindo da sua cidade natal em Vitória Espírito Santo. Nessa altura, ele encontrou Merrill devido a estar procurando, no livro de números de telefone, semelhante às Páginas Amarelas, por empresas de limpeza onde a sua família pudesse trabalhar.

Merrill aceitou contratar a sua família se Wanzeler também aceitasse um emprego. Wanzeler ganhava 6 dólares à hora, enquanto os seus familiares recebiam 1 dólar à hora. A uma certa altura Wanzeler deve ter impressionado Merrill, porque eventualmente o dono da empresa disse a ele, “agora quero que sejas meu parceiro”. Os dois começaram primeiro a trabalhar no negócio das limpezas, que chegou a crescer até 40 clientes empresariais e mais de 800 mil dólares de lucros.

A ideia de criar um serviço de telefone apareceu quando Wanzeler queixou-se a Merril que as chamadas diárias da sua mulher para a sua mãe no Brasil era elevadas – 400 dólares por mês. Eles acreditavam que existia uma maneira mais barata de fazer chamadas.

Ao iniciar a sua pesquisa, chegaram até à empresa WorldxChange, que oferecia chamadas de longa distância com preços entre 50 a 70 por cento mais barato do que as grandes empresas de telecomunicações. Merrill e Wanzeler tornaram-se agentes dessa empresa, iniciando a sua primeira experiência em network marketing, onde começaram a recrutar mais pessoas para ajudar a vender a amigos e familiares. Também trouxeram o seu amigo Steven Labriola, que é um apresentador persuasivo e com capacidade, que mais tarde acabaria também por ser usado nas conferências TelexFREE.

Em poucos meses, Merrill disse que, Wanzeler tinha construído uma grande rede, com milhares de pessoas e clientes que estavam a usar o serviço e estavam a crescer bastante e que durou durante vários anos. Mas, com a Internet tornar-se cada vez mais popular, esta dupla tentou persuadir a WorldxChange a introduzir o seu serviço de chamadas online. “Eles recusaram e isso foi o nosso início no negócio das telecomunicações”, disse Merrill no interrogatório aos investigadores.

Fundadores da TelexFREE - James Merrill, Carlos Wanzeler e Carlos Costa (da esquerda para a direita)

Fundadores da TelexFREE – James Merrill, Carlos Wanzeler e Carlos Costa (da esquerda para a direita)

Agora as coisas começam a tomar forma…

Em 2002, a dupla fundou uma grande quantidade de empresas. Começaram com a Common Cents Communications Inc., que revendia os serviços da WorldxChange, a Disk Avontade e a Brazilian Help Inc. Depois, Wanzeler falou com um antigo amigo do Brasil, o Carlos Costa, que foi apelidado como um guru do marketing de network. Costa é basicamente é basicamente o “homem” do marketing da TelexFREE. Wanzeler mais tarde apresentou-o a Merrill, numa viagem de negócios ao Brasil, e os três tornaram-se co-fundadores da TelexFREE.

Longos iam os tempos em que Wanzeler tinha que lavar pratos para sobreviver. Wanzeler tinha 50% da empresa, Carlos Costa 30% e Merrill 20%. Segundo Merrill, ele nunca teve nenhuma conversa com Carlos Costa, sem Wanzeler estar presente. Costa fala apenas português. Eventualmente, Merrill acabou comprando a participação de Costa na TelexFREE Internacional, mas Costa continuaria um promotor importante para a empresa e líder no Brasil.

AVISO: Nunca invista dinheiro que necessita imediatamente, porque vai tomar más decisões. Performance passada não é garantia de resultados futuros. O seu capital pode estar em risco.

 Qualquer que tenha sido o plano destes piramideiros quando começaram, as vendas do VOIP era apenas uma farsa para esconder a verdade – e só deu um lucro de 1.3 milhões de dólares. A autoridades dos EUA dizem que o negócio real da TelexFREE foi aliciar membros a investir várias quantidade de dinheiro na empresa e a colocar anúncios online para promover a empresa e o VOIP.

Os reguladores alegam que, o sistema só iria continuar a funciona se estivesse a entrar cada vez mais dinheiro. Em junho de 2013, a TelexFREE Brasil foi bloqueada o país, por ser um esquema em pirâmide. Mesmo assim, continuaram com o esquema, desta vez nos EUA e recrutaram milhares de pessoas em vários países, incluindo países tão longe como o Uganda, que deram o seu dinheiro difícil de ganhar à empresa. O retorno prometido era tão bom para ser ignorado!

Em abril de 2014 a TelexFREE Internacional foi bloqueada pelo SEC e Massachusetts Securities Division por ter criado um dos maiores esquemas ponzi da História. Antes de fazerem o pedido de Recuperação Judicial, os seus donos começaram a retirar todo o dinheiro das contas da empresa e passaram para contas pessoais e de familiares.

Quem investiu dinheiro nesta fraude a pensar que ia ficar rico, neste momento perdeu o dinheiro todo que colocou para entrar, mas ainda tem um problema mais grave, existem algumas pessoas que pediram dinheiro emprestado ao banco e agora, além de terem perdido tudo, ainda têm que pagar com juros o dinheiro que já não têm mais.

Aqui fica a reportagem do programa Sexta às 9, do dia 2 de maio, que retrata agora a nova verdade de quem andou acreditar nas mentiras da TelexFREE:

Sobre os Fundadores da FRAUDE TelexFREE

Merrill, vive em Ashland e ainda tem a sua empresa de limpezas, embora seja muito mais pequena. Wanzeler, vive em Northborough e tem uma casa de férias em Boca Raton, Flórida, além de três casas no Brasil. Ele disse aos investigadores que trabalhava no Imobiliário. Dá para acreditar nessa grande mentira?