5 Princípios de Value Investing

Value InvestingConheça quais são os princípios mais importantes do investimento com valor. Siga os conselhos de Warren Buffett e invista em produtos financeiros com bom retorno.

Se nos esquecermos da especulação ou de investir na bolsa como se fosse um casino, então certamente você já encontrou o sistema de investimento que já funcionou no passado para muitas pessoas e é atualmente o mais rentável, que é o Value Investing. Para isso, você deve pensar como um investidor e não como um jogador. Graças às Internet, revistas e cursos especializados sobre a bolsa, os investidores particulares estão melhor informados do que anteriormente, mas acontece que que muitos pequenos investidores continuam a comprar quando as ações estão altas e a vender quando estão em baixo, enquanto que os investidores que ganhavam dinheiro alguns anos atrás, continua a ganhar.

  1. A volatilidade apresenta oportunidades – Normalmente os pequenos investidores são desaconselhados a investir num mercado volátil, no entanto, em termos históricos, o que nos deve preocupar é quando existe uma ausência de volatilidade, já que a falta de volatilidade com as altas valorizações das ações que pode fazer com que o melhor movimento para ganhar dinheiro já tenha acontecido.  Um trader compra uma ação quando rompe uma resistência em alta, enquanto um investidor de longo prazo compra quando uma ação não consegue romper com um suporte. A simples estratégia de investir a longo prazo, muda completamente as regras do jogo.
  2. Valor e preço – O preço é o que se paga, e o valor é o que se obtém. Os preços das ações estão continuamente flutuando. Em ocasiões disparam exageradamente, enquanto noutras alturas caem drasticamente. É por isso que é um grave erro estudar unicamente os preços e os gráficos, pois ai não vemos o valor da empresa. Para analisar o valor de uma empresa é necessário estudar ao pormenor a empresa, o seu setor e o seu posicionamento no mercado. Se escolher uma empresa líder, com potencial de crescimento, a longo prazo a empresa será ainda mais rentável e isso vai se refletir no preço das ações.
  3. O que é um investimento e o que você está a fazer? – Embora pareça incrível, quando perguntamos a alguém o que é investir em bolsa, raramente sabem dizer a resposta certa. Quando você compreender o que significa investir numa empresa cotada, o seu modo de investir irá mudar. Investir em bolsa é como empreender um negócio à medida de outra pessoa. literalmente você está a comprar uma parte da empresa, pelo que você se torna acionista, participando nos lucros e perdas da empresa.
  4. O que importa é o momento de comprar – Muitos investidores que aprenderam com Benjamin Graham dizem todos o mesmo: “Graham ensinou-nos a comprar tão barato, que acontecesse o que acontecesse, poderíamos dormir descansados”. Quando investimos na bolsa, mais do que ter a estratégia de saída, o mais importante é procurar o momento ideal de entrada, para comprar ao melhor preço.
  5. A diversificação não é a sua aliada – A maior parte dos investidores particulares já ouviram que é preciso diversificar, para diminuir o risco. Em teoria deve ser assim, mas na prática poucas vezes é assim, é necessário entender qual é a diversificação certa. Antigamente falava-se em diversificar em vários mercados financeiros e colocar uma parte em renda fixa. Hoje em dia, com a globalização, se temos um problema na Europa, ter ações na Ásia, em geral não o protege dos problemas que acontecem por cá. O mesmo acontece com outros países.