Como Fazer um Estudo de Mercado

Estudo de MercadoNão faça um Estudo de Mercado sem antes ler isto. Conheça melhor todo o mercado para que possa ganhar dinheiro com negócios. Analise agora!

Um estudo de mercado consiste na recompilação e na análise de uma determinada informação procedente do mercado, geralmente, com o fim de determinar o sucesso prévio que poderá ter ao abrir um novo negócio ou lançar um produto no mercado. Muitas vezes as pessoas pensam que um estudo de mercado é uma tarefa complexa e por isso deveríamos contratar os serviços de uma empresa especializada, que o ajude a realizá-lo. Contudo, o certo é que um estudo do mercado é algo que poderá fazer se você tiver a vontade e conhecer os passos necessários. De seguida vamos ver quais são os passos necessários para fazer um estudo completo que ofereça a qualidade necessária para conhecer melhor o seu mercado e ajudar a decidir se você deve ou não abrir um negócio:

  1. Determinar a necessidade do estudo – Em primeiro lugar você deve determinar a necessidade do estudo de mercado, isto é, a razão pela qual é necessário realizá-lo. Geralmente realiza-se um estudo de mercado para conhecer a facilidade de iniciar um novo negócio ou de lançar um produto no mercado, contudo você pode iniciar um estudo de mercado apenas para recolher e determinar uma parte do mercado, por exemplo, para identificar uma oportunidade de negócio, entre outras coisas.
  2. Estabelecer objetivos do estudo – Os objetivos de um estudo de mercado surgem como consequência da necessidade do estudo, e podem estar relacionados com a indústria ou setor no qual você vai entrar, os consumidores ou a quem se dirige.
  3. Identificar a informação que se vai recolher – A informação que vai recolher deve permitir que seja analisada, para cumprir com os objetivos do estudo. Este tipo de informação pode ajudar a determinar como se encontra o setor, a aceitação de um novo negócio, quais os principais concorrentes, entre outras coisas.
  4. Determinar as fontes de informação – As fontes de informação podem-se classificar em dois tipos: fontes primárias e secundárias. As fontes primárias são as fontes que oferecem informação em primeira mão para o estudo atual, por exemplo, consumidores, clientes, concorrentes, trabalhadores da empresa, registos da empresa, etc. Enquanto as fontes secundárias são as fontes que oferecem informação que foi publicada ou recolhida para propósitos diferentes, por exemplo, bases de dados, entidades governamentais, livros, diários, revistas, etc.
  5. Selecionar e desenvolver técnicas de recolha de informação – Entre as principais técnicas de recolha de informação estão as entrevistas, votações, votações, prova de mercado, sondagens e focus group. As técnicas vão ajudar a descobrir informação importante sobre o tipo de pessoas que compra esse produto, quanto tempo esperam até comprar, que tipos de produtos prefere comprar, quais são as lojas que costuma visitar, entre outras coisas.
  6. Recolha da informação – Para fazer uma recolha de informação eficaz é necessário ir às entidades governamentais e à Internet para verificar informações e publicações sobre o setor ou área de negócios. Poder visitar também a concorrência para perceber melhor como tudo funciona.
  7. Análise da informação – Depois de recolher a informação necessária, é importante organizar todos os dados, processá-los, analisar e tirar as conclusões necessárias. Logo após recolher os dados você poderá saber quais os melhores setores ou áreas de negócio para investir, quais são as falhas atuais do mercado, onde existem boas oportunidades e também como funciona a sua concorrência.
  8. Apresentação do estudo – Por último, é apresentado em escrito o desenvolvimento do estudo e dos resultados obtidos do estudo de mercado, e também deve ser incluído o seu plano de negócios.